Os impactos ambientais são ocasionados por interesses diretos ou indiretos entre o homem e a natureza. Conforme a resolução Conama Nº001 de janeiro de 1986, o impacto ambiental é definido como qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas que, direta ou indiretamente, afetam a saúde, a segurança e o bem-estar da população; as atividades sociais e econômicas; a biota; as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; e a qualidade dos recursos ambientais.

Após a análise da resolução, percebe-se que as atividades exercidas pelo homem ocasionarão impactos positivos ou negativos. Vale ressaltar que os impactos negativos têm consequências graves, como, desmatamento, queimadas, erosão, efeito estufa, poluição, chuva ácida, entre outras. Esses impactos negativos prejudicam o meio ambiente e a qualidade de vida de todos os seres vivos.

Diante desse quadro, surge a necessidade de ajudarmos a diminuir esses impactos negativos, como por exemplo: construir área de proteção ambiental, recuperar áreas degradadas, promover campanhas de plantio de mudas ou atitudes simples como: economizar água, evitar o consumo exagerado de energia, separar os lixos orgânicos e recicláveis, diminuir o uso de automóveis, não jogar lixos nas ruas, etc.

Já no âmbito das Empresas e obras que apresente a possibilidade de causar impacto ambiental negativo devem apresentar um Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) para autorização de autoridade ambiental competente para estabelecer suas atividades.

É imprescindível a reflexão sobre os impactos ambientais negativos, pois faz-se necessário diagnosticar as causas e as consequências, para que sejam tomadas medidas mitigadoras para solucionar tais impactos. Essa mudança de comportamento pessoal e social, colabora para que o homem conviva de forma harmônica e sustentável com a natureza.

Referências:

Berté, Rodrigo. Gestão Socioambiental no Brasil. Edição especial- Curitiba:Ibpex,2009.

RESOLUÇÃO CONAMA nº 1, de 23 de janeiro de 1986 Publicada no DOU, de 17 de fevereiro de 1986, Seção 1, páginas 2548-2549

Compartilhar :

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui