Foto: rede social de Mônica

Sob muita comoção da família, de amigos e de entidades sociais, o corpo da universitária Mônica Costa de Sales, 22 anos, foi sepultado nesta terça-feira (16) em Casa Nova dos Marinos, zona rural de Campo Formoso (BA). Ela morreu no domingo (14) após receber uma descarga elétrica ao usar um microfone numa igreja evangélica do povoado.

Em entrevista ao blog NotíciasiMais, a tia de Mônica, Helena de Jesus Costa, afirmou que o corpo da vítima ficou roxo e com queimaduras acima dos seios. “O médico falou que é porque o microfone teve contato com o aparelho que ela usava nos dentes”, disse.

A família aguarda o laudo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Senhor do Bonfim (BA), que irá confirmar a causa ainda esta semana.

No dia do choque  elétrico a vítima estava em um ensaio musical acompanhada de crianças numa igreja evangélica da localidade, mas ninguém soube explicar a morte.

Emocionada, dona Helena também falou dos projetos da sobrinha. “Uma profissional exemplar. Há quatro anos era professora contratada do munícipio , terminou de fazer a faculdade de Pedagogia, começou há dois meses a pós em Psicopedagogia Clínica e Institucional, o sonho dela era ser enfermeira. Além de ser uma lutadora das causas sociais, era presidente da associação do povoado em Casa Nova dos Marinos. Uma sonhadora que teve o sonho interrompido. A falta vai ser enorme”, relatou a tia de Mônica ao NotíciasiMais.

 

Por: Leandro Daniel/NotíciasiMais

Compartilhar :

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui