A localidade de Lagoa da Roça, zona rural de Campo Formoso (BA), já está preparada para promover a 2ª Feira do Licuri neste sábado (24) e domingo (25), com a comercialização de vários derivados do fruto. Grupos de municípios da região já confirmaram presença, entre eles de Juazeiro, Pindobaçu, Senhor do Bonfim (BA).

Na programação divulgada pela Associação Comunitária de Lagoa da Roça, organizadora do evento, no sábado a abertura vai acontecer às 17h com ciranda, cordel de licuri, 1º Concurso de “Melhor Comida e Doce feitos com Coco Licuri”, e também com shows dos cantores Dalmo Funchal e Rudy Marlos.

Salgados feitos do licuri. (Foto: Sérgio Sátiro)

Já no domingo haverá apresentação de grupos culturais, jogos e brincadeiras para crianças, jovens e adultos, concurso de melhor quebradeira de licuri, além da exposição dos produtos, entre eles cocada, rocambole, doces e salgados.

Presidente Aderbal Nascimento à esquerda, e o engenheiro George à direita, em entrevista ao Jornal 98 Notícias. (Foto: Sérgio Sátiro)

Ao blog Notícias iMais, o presidente da associação da localidade, Aderbal Nascimento, afirmou nesta quinta-feira (22) que no início teve muitas dificuldades.  “Nós fizemos com a cara e a coragem, a associação realizou praticamente sozinha, e este ano temos outros parceiros. Tem muita novidade nesta feira do licuri (…)”, afirmou.

O projeto começou a decolar após a parceria firmada com algumas entidades, entre elas, o Instituto Intercement, Ong Extensão Amazônia, Licuri Brasil, Sintraf de Campo Formoso, e com o Governo da Bahia, que poderá liberar cerca de R$ 350.000,00 para construção de uma unidade de processamento de armazenamento de licuri.

Biscoitos feitos do licuri. (Foto: Sérgio Sátiro)

 

Em entrevista ao Notícias iMais, o engenheiro George Thomas da ONG Extensão Amazônia afirmou que o projeto de Lagoa da Roça encantou a entidade, o que viabilizou a parceria.

“A questão da força daquelas mulheres que estão ali, muito empreendedoras, com muita dificuldade, nos encantou. [O apoio] vai desde a capacitação do pessoal, maquinário, abertura de mercado, à melhoria de qualidade de vida do pessoal e preservando a questão do licuri para que se possa se perpetuar como fonte de renda”, disse Thomas.

Todas as famílias do povoado têm participação direta ou indireta com o projeto ancorado pelo agricultor e sindicalista Aderbal Nascimento.

Por: Leandro Daniel/Sérgio Sátiro/Notícias iMais

Compartilhar :

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui