Ex-jogadores Nando Coimbra e Rondinelli durante palestra. (Foto: Leandro Daniel)

O povoado de Junco do Brejão da Caatinga, zona rural de Campo Formoso (BA), viveu um dia histórico no domingo (01), ao receber a visita de dois grandes nomes do futebol brasileiro, Antônio José Rondinelli Tobias-Rondinelli, o “Deus da Raça” do time máster do Flamengo, e Fernando Antunes Coimbra-Nando, irmão do Zico, que atuou no Fluminense e Ceará.

Público fica admirado com os ex-jogadores do Flamengo e Fluminense. (Foto: Leandro Daniel)

Convidados pelo projeto social “Meu Nome É Superação” da jornalista Jill Muricy, que é natural da localidade de Junco, Rondinelli e Nando fizeram palestra sobre os negócios no mundo da bola, a relação entre jogador o e o torcedor, o crescimento do futebol amador na Bahia, e a trajetória deles em grandes clubes brasileiros. Além disso, os dois destacaram a importância da iniciativa de Muricy.

“Nada mais justo do que você abraçar um projeto como o da Jill, que se chama Superação, por tudo aquilo que ela também demonstra como ser humano. (…) A gente vai dar este apoio junto à comunidade para que esses garotos desenvolvam a prática desportiva que é o futebol, mas dentro destes também têm o voleibol, o futebol de salão”, afirmou Rondinelli em entrevista à rádio 98 FM e ao blog Notícias iMais.

 

O projeto foi criado no final do ano passado e integra dezenas de crianças e adolescentes dos povoados de Junco, Alagadiço e Brejão da Caatinga. Por falta de recursos financeiros, no campinho não há traves e nem demarcação de linhas, porém uma estrutura será construída. E apesar das dificuldades, o craque Rondinelli disse que saiu satisfeito com o desempenho dos garotos.

 “Tem meninos com habilidades, é o caso do menino Marivan. Outro garotinho chamou também atenção da gente. (…) Esse é o início de motivá-lo. E a gente estava elogiando o professor Alex, esse é um abnegado” (sic), afirmou Rondinelli.

Nando Coimbra, vítima da ditadura militar no Brasil nos anos 60, relatou os problemas vivenciados quando atuava como jogador profissional, e também parabenizou o projeto de Junco do Brejão. Ele afirmou que irá doar material esportivo para os garotos.  “O Rondinlelli já está oferecendo inúmeras bolas e uniformes (…). E eu tenho muitos uniformes da Zico 10 guardados, e já prometi que vou enviar para Jill”, mencionou.

Nando ainda comentou sobre a atuação das crianças na partida realizada na localidade. “Quando chegarem num campo de qualidade eles já terão o domínio da bola, do pensamento, da deslocação do pensamento. Sem pelada não tem craque. (…) Nós temos que deixar para as novas gerações as oportunidades que nós tivemos. É aqui que tudo começa,” afirmou o irmão de Zico à reportagem da 98 FM e do Notícias iMais.

Os participantes do projeto também falaram paixão pelo futebol. “Gosto mais de atuar pela lateral esquerda. (…) Sonho em ser jogador de futebol”, mencionou o adolescente Marivan Silva de 14 anos, um dos destaques do projeto. “Uma grande honra conhecer os dois [Nando e Rondinelli]. Gostei da palestra, da parte que disseram ‘nunca desista dos seus sonhos’”, citou o garoto José Roque.

Treino no campinho do projeto (Foto: Leandro Daniel)

Jornalista Jill Muricy (foto:arquivo pessoal)

 

Muito contente, a mentora do projeto, Jil Muricy, argumentou que a ideia irá promover a realização de sonhos.  “É um sentimento de missão cumprida está fazendo isso para as crianças, poder semear esperanças, futuro, vale a pena. Há uma avaliação muito positiva. Aos poucos a gente adquirindo sabedoria e acertando mais vezes”, comentou Jill Muricy.

Antes das palestras em Junco do Brejão, Nando e Rondinelli deram autógrafos na noite de sábado (31) no hotel Rio das Pedras, em Campo Formoso (BA).

Outros arquivos do evento

Rondinelli fala da noite de autógrafos no Hotel Rio das Pedras

Torcedores do Flamengo

Por: Leandro Daniel/Sérgio Sátiro/Notícias iMais

Compartilhar :

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui