A regularização da atividade de produção do sisal e as condições de trabalho às quais os produtores estão submetidos foi tema de uma audiência que contou com a participação do deputado Federal Elmar Nascimento, do Dr. Alberto Balazeiro, Procurador Geral do Trabalho e do Dr. Luis Carneiro Filho, Procurador Chefe do Ministério Público do Trabalho da 5ª Região, além do prefeito de Várzea Nova, Joãozinho, e do vice-prefeito de Santaluz, Marcio Evangelista.

Na ocasião, ficou acertado que a partir de janeiro de 2021, três audiências públicas serão realizadas com o propósito de discutir esse tema. A expectativa dos organizadores é que representantes de toda a cadeia produtiva participem dessas audiências, que têm como finalidade a construção de um TAC (Termo de Ajuste de Conduta), que permita a regularização definitiva da atividade sisaleira.

Segundo o deputado Federal Elmar Nacimento, esse será um grande passo para toda a cadeia produtiva do sisal, que é a principal fonte de renda para muitas famílias baianas. “A nossa intenção é que tanto o trabalhador que lida diretamente com as plantações de sisal quanto o produtor que exporta a fibra para outros países cheguem a uma solução para regularizar, de uma vez por todas, essa atividade tão importante para a economia baiana e para milhares de famílias que dependem diretamente dessa atividade”.

De acordo com o Sindicato das Indústrias de Fibras Vegetais no Estado da Bahia (Sindifibras), o estado, com destaque para a região do semiárido, é responsável por mais de 90% de toda a produção da fibra no Brasil, sendo 80% dessa produção destinada ao mercado externo, rendendo um lucro que gira em torno de US$ 100 milhões por ano. Esse lucro, no entanto, contrasta com a situação degradante em que grande parte dos cevadores são submetidos, muitos deles em condições análogas ao trabalho escravo. Ainda segundo o Sindifibras, o sisal é um importante gerador de renda para mais de 300 mil baianos, de forma direta e indireta.

Fonte/fotos: assessoria de imprensa do deputado Elmar Nascimento

Compartilhar :

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

4 × um =