A gordura visceral é o acúmulo desse tecido em nosso corpo não nas camadas subcutâneas, mas ao redor dos órgãos abdominais.
Afeta negativamente a saúde, pois além de aumentar inflamação nos órgãos ela ainda reduz a quantidade de um hormônio (adiponectina) essencial para a queima de gordura e que acelera o metabolismo.

Está associada ao aumento de doenças cardiovasculares, aumento da insulina e da glicemia, hipertensão e síndrome metabólica.
É preciso abandonar o sedentarismo, o hábito de fumar e o uso de bebida alcoólica, bem como adotar uma alimentação equilibrada.

A necessidade nutricional é ímpar e cabe ao nutricionista traçar um plano alimentar adequada a cada pessoa individualmente, com ênfase inclusive no tipo de gordura.

 

Por: nutricionista Raianne Rios

Compartilhar :

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui

16 − oito =