Foto: Reprodução/Papo Correria

A possibilidade de abertura de capital da Embasa foi defendida pelo governador Rui Costa (PT) durante o programa Papo Correria desta quarta-feira (18). Ele, no entanto, descartou o termo “privatização”. Questionado por um espectador, ele afirmou que o que há é um estudo para “alienação de ações”, assim como ocorre com outras estatais, a exemplo do Banco do Brasil e da Petrobras.

Não tem projeto de privatização. O que nós estamos em estudo é alienação de ações, assim como o Banco do Brasil tem ações no mercado, a Petrobrás tem ações no mercado,  na Embasa, nós estamos querendo vender parte de ações para reverter em esgotamento sanitário, em abastecimento de água para beneficiar lugares onde não tem ainda sistema de água compatível com a demanda da pulação”, explicou o gestor.

Nesta quarta, a abertura de capital da empresa também foi defendida pelo ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).

Bahia Notícias 

Compartilhar :

Comentar com Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui