Carga de defensivos agrícolas foi roubada em fazenda de Talismã — Foto: Divulgação/PM

Um dos envolvidos no roubo de defensivos agrícolas em Talismã, no sudeste do Tocantins, acabou morrendo depois de resistir à prisão e trocar tiros com policiais na Bahia. O suspeito, de 35 anos, estava em um ônibus quando foi abordado no município de Luís Eduardo Magalhães (BA) por volta das 6h desta segunda-feira (30). Ele abriu fogo contra a equipe, mas foi baleado.

O roubo aconteceu no sábado (28). Criminosos invadiram a propriedade por volta das 22h, fizeram funcionários reféns e roubaram R$ 2 milhões em defensivos agrícolas. Em ação conjunta das PMs do Tocantins e Goiás, da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal (PRF), cinco pessoas foram presas horas depois do crime em Goiás.

De acordo com a Polícia Militar da Bahia, ainda nas buscas pelos suspeitos do assalto, as equipes fizeram um bloqueio na BR-242 para abordar veículos que saíram do Tocantins. Ao parar o ônibus de viagem, o passageiro foi chamado para buscas e no mesmo momento sacou uma arma. Ele atirou contra os policiais, que também disparam.

Na troca de tiros, o homem foi ferido e levado para atendimento médico em uma Unidade de pronto Atendimento (UPA) do município de Luís Eduardo Magalhães. Ele não resistiu e morreu na unidade.

A PM da Bahia também informou que além do assalto com reféns em Talismã, em que ele era o líder, o homem tinha passagem por roubo a banco. A polícia apreendeu a pistola que estava com o suspeito morto, um celular, cartão de bando e uma mochila com roupas.

Itens apreendidos com suspeito de 35 anos após troca de tiros — Foto: Divulgação/PM-BA

Itens apreendidos com suspeito de 35 anos após troca de tiros — Foto: Divulgação/PM-BA

Noite do crime

Em Talismã, testemunhas informaram que os criminosos estavam encapuzados, armados com pistolas e revólveres. Eles também usaram luvas para não serem identificados e dificultar as investigações.

Rendidos, os funcionários foram obrigados a retirar do barracão os galões de defensivos agrícolas. Em seguida, foram trancados em um quarto.

Por volta das 3h da madrugada deste domingo (29), a quadrilha fugiu da fazenda levando a carga de defensivos agrícolas. Horas depois, os funcionários conseguiram se libertar e chamaram a polícia.

G1 Tocantins

Compartilhar :

Comentar com Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui