O projeto Alavancas será realizado com encontros online e presenciais entre 2023 e 2025

O Instituto Rodrigo Mendes (IRM) apresenta a lista com os 10 municípios selecionados para participar do projeto “Alavancas para a educação inclusiva de qualidade”, iniciativa apoiada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Movimento Bem Maior. O programa, cujo edital foi lançado em outubro de 2022, é gratuito e tem o objetivo de influenciar as políticas de formação em educação inclusiva, visando a melhoria de sua qualidade.

Foram escolhidos municípios das cinco macrorregiões do Brasil: Maués (AM) e Óbidos (PA), do Norte; Campo Formoso (BA), Gado Bravo (PB) e Irauçuba (CE), do Nordeste; Lucas do Rio Verde (MT), do Centro-Oeste; Cajati (SP) e Pato de Minas (MG), do Sudeste; e, por fim, Alvorada (RS) e Canguçu (RS), do Sul do país.

Dividido em etapas, o projeto terá encontros online e presenciais entre 2023 e 2025. Neste ano, os municípios selecionados vão participar de um curso de formação para educadores, gestores escolares e técnicos de secretarias de educação. Os dois primeiros encontros serão nos dias 07 e 08 de março, em São Paulo (SP), com dois profissionais de cada secretaria municipal de educação, com todas as despesas custeadas pelo IRM. O ciclo formativo segue até junho de 2023.

Em 2024, o IRM vai promover um curso de formação para técnicos das secretarias municipais de educação para elaboração de políticas de formação em educação inclusiva. Já em 2025, a programação prevê o monitoramento da implementação das políticas elaboradas em 2024 e a realização de uma pesquisa sobre os impactos gerados pelos cursos.

“Será uma honra trabalhar ao lado de parceiros tão significativos para as mudanças sociais que almejamos”, diz Rodrigo Hübner Mendes, fundador e superintendente do Instituto Rodrigo Mendes.

Uma pesquisa de impacto será desenvolvida ao longo do projeto a fim de mensurar o cenário antes e depois do projeto ser realizado nos municípios participantes. O foco da pesquisa é avaliar a pertinência da metodologia utilizada e dos resultados gerados, considerando os objetivos do projeto como um todo. Também serão mensurados os impactos qualitativos (resultados finalísticos) do projeto no território dos municípios participantes. Por fim, será desenvolvido um modelo a partir de boas métricas, para servir de base para escalar o projeto.

Processo seletivo – Para participar da seleção para o Alavancas, as secretarias municipais de educação tiveram que inscrever dez escolas que atendem estudantes público-alvo da educação especial: pessoas com deficiência, com Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD), incluindo aqui Transtorno do Espectro Autista (TEA), ou com altas habilidades e/ ou superdotação. Por sua vez, cada unidade escolar deverá participar do projeto com ao menos três profissionais: um professor da sala de aula comum, um professor do Atendimento Educacional Especializado (AEE) e um gestor escolar (coordenador pedagógico ou diretor).

Sobre o Instituto Rodrigo Mendes – O Instituto Rodrigo Mendes (IRM) é uma organização sem fins lucrativos com 28 anos de existência, que tem como missão colaborar para que toda pessoa com deficiência tenha uma educação de qualidade na escola comum. Seus projetos estão organizados a partir de uma arquitetura baseada em três pilares: produção de conhecimento, formação de educadores e advocacy.

Como se referir a pessoas com deficiência?

Atualmente, a principal referência para responder a questão é a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, criada pela ONU em 2006.  O documento recomenda o uso da expressão “pessoas com deficiência”. Ou seja, não se deve usar mais “portadores de deficiência” e “pessoas com necessidades especiais” – duas tentativas recentes de amenizar o estigma e o olhar negativo gerado pelas palavras.”Pessoa com deficiência” é considerada a maneira adequada hoje porque não disfarça a existência de uma diferença e porque favorece a consciência de que, em alguns casos, é necessário um tratamento desigual para promoção da equidade.

Ascom

Compartilhar :

Comentar com Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui