Foto: João Valadares / AL-BA

O governador Jerônimo Rodrigues (PT) exonerou, na noite desta quarta-feira (8), a enfermeira Aline Peixoto do cargo de assessora especial do gabinete da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) e a nomeou como a nova conselheira do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Aline foi eleita, na tarde desta quarta, pelos deputados estaduais da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) para assumir a cadeira que estava vaga no TCM. A ex-primeira-dama do estado – esposa do atual ministro da Casa Civil, Rui Costa (PT) – obteve 40 votos entre os parlamentares, contra 19 do oposicionista Tom Araújo.

A ex-primeira-dama não compareceu à AL-BA nesta quarta, mas comemorou, em nota encaminhada à imprensa, “a eleição da primeira conselheira mulher do Tribunal de Contas dos Municípios”, logo no Dia Internacional da Mulher. A posse simbólica deve ocorrer na próxima sexta-feira (10).

A candidatura de Aline do TCM chegou a gerar insatisfação na base governista, com o senador Jaques Wagner (PT) declarando publicamente que era contrário à ida da primeira-dama ao tribunal. Entretanto, articulações de bastidores garantiram o apoio necessário para que a enfermeira conseguisse êxito na empreitada.

Após a eleição dela nesta quarta, alguns governistas comemoraram o feito representativo de uma mulher alcançar o posto. Entretanto, o próprio presidente da AL-BA, Adolfo Menezes (PSD), chegou a dizer que era preciso recomeçar o Brasil do zero, para que não houvesse mais indicações de familiares para cargos públicos.

Natural de Jequié, Aline é enfermeira de formação, é especialista em Saúde Pública e também em Gestão Hospitalar. Ela chegou a assumir a diretoria do Hospital Geral de Ipiaú, antes de virar assessora especial na Sesab. Também dirigiu o Voluntárias Sociais da Bahia, posto tradicionalmente assumido pela primeira-dama do estado, quando Rui era o governador.

Bahia Notícias

Compartilhar :

Comentar com Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui