A Seleção Brasileira perdeu para o Uruguai por 2 a 0, na noite desta terça-feira (17), no Estádio Centenario, pela quarta rodada das eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2026. O volante e capitão Casemiro admitiu o momento ruim que o time Canarinho está vivendo e isentou o técnico Fernando Diniz, que está em início de trabalho à frente do selecionado.

“Claro que a curto prazo temos que ser realistas e falar que precisamos melhorar. Por mais que falemos que é a adaptação (ao trabalho de Diniz), tem a qualidade dos jogadores, que praticamente são os mesmos. O momento não é bom. Temos que tentar crescer, implementar o estilo de jogo o quanto antes, que é importante para nós. Com isso, consequentemente vamos jogar melhor”, afirmou.

Ainda no primeiro tempo, o Brasil perdeu o atacante Neymar. O camisa 10 deixou o gramado machucado com suspeita de grave lesão no joelho aos 44 minutos, quando o placar já havia sido aberto pelo Uruguai, através de Darwin Núñez. O segundo gol uruguaio foi marcado na etapa complementar.

“Sinceramente, não o vi (no vestiário). Para o Neymar sair de campo, com certeza é um momento muito sério. Tomara que não seja nada. É um jogador muito importante para nós, temos um carinho imenso por ele. Está tendo lesões, lesões, lesões, e quando começa a pegar ritmo tem outra. Tomara que não seja nada”, comentou Casemiro.

Com a derrota, o Brasil caiu para a terceira colocação na tabela de classificação ao permanecer com sete pontos, sendo ultrapassado pelo próprio Uruguai, que tem a mesma pontuação, por causa do número de gols marcados. A Seleção Brasileira volta a se reunir em novembro. No dia 16, uma quinta, às 21h no horário de Brasília, o time visita a Colômbia, no Metropolitano Barranquilla, pela quinta rodada. Cinco dias depois, uma terça, às 21h30, acontece o clássico contra os argentinos, no Maracanã, pela sexta jornada.

 

Bahia Notícias

Compartilhar :

Comentar com Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor digite seu nome aqui